O que te faz pular da cama?

23 01 2012

Nas férias levantamos rápido para ir à praia, passear, praticar esportes. É muito fácil pular da cama. Agora, quando voltamos ao dia-a-dia as coisas ficam diferente.

Reveja este post anterior “O que te faz levantar pela manhã“. Pense a respeito da motivação que faz você “pular da cama”.

Marlus M. Marconcin – Coach de Saúde
All rights reserved ©

Anúncios




Atitude – Faça algo por você mesmo neste Ano Novo!

2 01 2012

“Quando você parar de perseguir as coisas erradas você dará chance

para que as coisas certas te alcancem.”

“Ano Novo, Vida Nova”. Muitos tem esta frase na ponta da língua neste período, poucos fazer disso uma realidade. Procuramos focar em grandes mudanças porém são coisas simples que fazem grandes transformações. O que cada um de nós pode fazer para mudar significativamente nossa vida?

Aqui estão algumas idéias para você começar:

  1. Gaste o seu tempo pessoas que te fazem bem. – A vida é muito curta para passar tempo com pessoas que sugam nossa felicidade. Quantas pessoas são realmente essenciais em sua vida, e na vida de quantos você é essencial? Faça uma lista e passe o seu tempo livre com elas.
  2. Encare de frente os seus problemas. –  Não, realmente não é fácil. Gosto deste pensamento “…ninguém vai bater tão duro como a vida. Mas não se trata de bater duro, se trata de quanto você agüenta apanhar e seguir em frente, o quanto você é capaz de agüentar e continuar tentando. É assim que se consegue vencer.” (Rocky Balboa) Recuar, nunca, só se for para pegar impulso.
  3. Seja verdadeiro para si mesmo. – Você pode mentir para qualquer outra pessoa no mundo, mas você não pode mentir para si mesmo.
  4. Ponha as suas próprias necessidades em primeiro plano. – A coisa mais dolorosa é abrir mão de coisas que são importante para nós e perceber que não valeu a pena. Podemos sim ajudar os outros, mas sem deixar de abrir mão de nossas prioridades.
  5. Seja você mesmo. – Um dos maiores desafios na vida é ser você mesmo em um mundo que força você a ser igual a todos. Sempre vai existir alguém mais bonito, alguém sempre vai existir alguém mais esperto, mais jovem. Não mude a sua maneira de ser somente para agradar os outros. Seja você mesmo e as pessoas certas vão gostar do verdadeiro você.
  6. Olhe para o futuro e pare de tentar se agarrar ao passado. – Você não pode iniciar o próximo capítulo da sua vida se você mantiver apegado a  seu passado.
  7. Confie no teu “taco” e pare de viver com medo errar. – Fazer alguma coisa errada é pelo menos dez vezes mais produtivo do que não fazer nada. Todo sucesso tem uma trilha de falhas por trás dele, e cada fracasso um caminho para o sucesso. Um dia você irá se lamentar das coisas que você não fez muito mais do que as coisas que você fez.
  8. Aprenda com os erros do passado – Podemos amar a pessoa errada e chorar sobre as coisas erradas, mas não importa como as coisas dão errado, uma coisa é certa, os erros nos ajudam a encontrar a pessoa e as coisas boas que foram feitas para nós. Todos nós cometemos erros, temos lutas, e até mesmo podemos nos arrepender de algumas coisas do nosso passado. Mas você não é seus erros, você não é suas lutas, e você está aqui agora com o poder para moldar o seu futuro. Cada coisa que já aconteceu em sua vida foi para prepará-lo para um momento que ainda está por vir.
  9. Seja proativo e pare de ser ocioso. – Avalie as situações e tome medidas decisivas. Você não pode mudar aquilo que você se recusa a enfrentar. Todo progresso envolve riscos. Ponto final!
  10. Agora é o “Seu” momento” – Pare de pensar que você não está pronto. – Ninguém se sente 100% pronto quando a oportunidade surge. Porque as grandes oportunidades da vida nos forçam a crescer além de nossas zonas de conforto, isso que significa que não vai se sentir totalmente confortável no início.
  11. Escolha seus relacionamentos com cuidado – É melhor estar sozinho do que estar em má companhia. Não há necessidade de pressa. Se algo é para ser, isso vai acontecer – no momento certo, com a pessoa certa. Apaixone-se quando estiver pronto, não quando você estiver sozinho.
  12. Perdoe. – Viva a vida sem ódio em seu coração. Você vai acabar prejudicando a si mesmo mais do que as pessoas que você odeia. O perdão não está dizendo: “Tudo bem com o que você fez para mim.” O perdão significa: “Eu não vou deixar o que você fez estragar a minha felicidade para sempre.” O perdão é a resposta … desapegar, deixar ir embora, encontrar a paz, libertar-se! E lembre sempre, o perdão não é só para outras pessoas, é para você também.
  13. Faça pausas no que você está fazendo. – Tome um tempo para respirar profundamente quando você não tem tempo para isso. Se você continuar fazendo o que você está fazendo, você vai continuar obtendo os mesmos resultados. Às vezes é importante distanciar-se para ver as coisas claramente.
  14. Assuma a responsabilidade por tudo o que acontece com você. – A sua capacidade de poder realizar seus sonhos depende da sua capacidade de a responsabilidade por sua vida. Quando você culpa os outros pelo que você está passando, você nega responsabilidade – você dá aos outros o poder de decisão em sua vida.
  15. Agradeça por tudo. – Não importa o que aconteça, acorde a cada dia grato por sua vida. Em vez de pensar sobre o que está faltando, tente pensar sobre o que você tem que todo mundo está em falta.

Marlus M. Marconcin – Coach de Saúde

All rights reserved ©





Dicas úteis para quem está com uma doença ou uma dor crônica.

13 12 2011

Quando alguém está com uma condição crônica, seja uma doença ou algum tipo de dor, ela é invadida por uma sensação de impotência, principalmente quando os recursos da medicina se esgotaram. Acredito que uma atitude positiva é um fator determinante para a melhora e, até mesmo, a cura de qualquer enfermidade.  Aqui estão algumas dicas que poderão auxiliar a qualquer pessoa com esse tipo de problema.

1. Sua condição física não define quem você é.

O “Diabético”, “Cardiopata”, “Asmático”, muitos incorporam as doenças à sua identidade. Ninguém é uma doença. Um ser humano é muito mais do que as coisas que ele pode ou não pode fazer. Nós somos muito mais que a nossa capacidade de dar e receber amor. Somos mais que nossos interesses ou paixões. Nós  também somos mais que nossos papéis sociais ou nossa conta bancária. Milton Ericson disse o seguinte: Não importa o que você pensa que é, você sempre é muito, mas muito mais do que isso.

2. Qualquer condição crônica pode melhorar e piorar.

Quando estamos vivendo um dia bom, dificilmente conseguimos imaginar como que era estar tão doente. Infelizmente, esta regra tende a funcionar em sentido inverso, também, quando estamos num dia ruim, não conseguimos imaginar como seria estar bem. Faça um favor para você mesmo. Quando estiver num bom dia, escreva uma carta para você mesmo no futuro, aquele que estará vivendo um dia ruim. Descreva com riqueza de detalhes o que é viver um bom dia e como você se sente bem.  Relembre você mesmo que dias bons, ou pelo menos dias não tão ruins, existem e podem acontecer novamente. Imprima esta carta e coloque em algum lugar onde você pode facilmente encontrá-la, não importa quão doente ou estressado você pode sentir.

3. Acredite que não há nada no mundo que é universalmente bom ou ruim.

Mesmo a melhor coisa no mundo pode ter um ou dois aspectos negativos. E até mesmo a mais terrível tragédia que se possa imaginar pode conter algo muito bom dentro dela. Quantas coisas boas saíram de seus desafios? Eu garanto que você vai encontrar mais de uma coisa boa de uma situação ruim.

4. Ouça e honre a sabedoria do seu corpo.

Nosso corpo sabe do que você somos capazes de fazer. Nosso cérebro é inteligente o suficiente para nos proteger principalmente de nós mesmos. De vez em quando, pare por alguns instantes, fique quieto e ouça atentamente o que seu corpo e sua mente tem a lhe dizer. Confie em sua intuição.

5. Mudar seu foco.

Se as coisas parecem assustadores e ou esmagadora, mude o seu foco, pense diferente, faça algo diferente. Num dia ruim, é fácil colocar a nossa mente numa espiral de cenários hipotéticos e previsões catastróficas. Você pode se concentrar no que está dando certo em cada momento, perceba a suavidade das folhas, o calor do sol através da janela, o bem estar que vem de respirar calmamente e tomar fôlego-lo. Congele-se neste momento no tempo.

Estas são algumas estratégias de comportamento muito simples e eficientes. Experimente e veja se dá certo.





Escolhendo o seu horário para exercitar-se

24 10 2011

Muitas vezes a primeira dificuldade para iniciar um programa de exercícios é estabelecer um horário regular para fazê-lo. O trabalho, a família, eventos sociais e outras obrigações podem dificultar ainda mais esta escolha. Algumas pessoas têm mais tempo e energia na parte da manhã, outras preferem o  período da tarde.

A boa notícia é que não importa que hora do dia você se exercita. o mais importante é escolher um tempo você possa exercitar-se tranquilamente, até que o exercício se torne um hábito.

Se você acorda com as galinhas

  • Algumas pessoas gostam de exercitar-se pela manhã porque estão com a cabeça fria e sem preocupações
  • Se for a sua preferência faça isso antes de ir para o trabalho ou antes de deixar os filhos na escola.
  • Se esta for a sua escolha, faça um aquecimento um pouco mais longo.

Se você se sente com mais energia mais tarde

  • Muitas pessoas gostam de se exercitar durante a sua hora do almoço. Seus colegas de trabalho ou amigos acompanhá-lo, eles pode ajudá-lo manter-se motivado.
  • A maioria das pessoas preferem exercitar-se e antes do almoço. Comer após o exercício pode inibir seu apetite.
  • Espere pelo menos 3-4 horas após uma refeição pesada ou 2-3 horas após uma refeição leve. Algumas pessoas fazem um pequeno lanche antes do exercício.
  • Exercitar-se antes de dormir pode prejudicar o sono de algumas pessoas.

Qual o melhor momento para mim?

Faça algumas experiências e veja que horário você se sente mais disposto.

  • Exercite-se na parte da manhã por uma semana ou duas. Em seguida, experimente na hora do almoço, e depois no início da noite.
  • Qual você mais gosta?
  • Que horário faz você se sentir melhor depois da atividade?
  • Qual o momento com a maior probabilidade de você ter sempre disponível?

Tenha este tempo como um compromisso com você mesmo

Depois de encontrar o tempo que funciona melhor para você, marque em sua agenda para os próximos meses, e acompanhar o quanto você se mantem no seu compromisso.
Se você achar que você tem muitos conflitos com o seu tempo de treino, você pode ajustar a sua programação.

Importante : Converse com seu médico e busque orientações de um educador físico antes de iniciar um programa de exercícios.

Marlus M. Marconcin – Coach de Saúde
All rights reserved ©





Uma lição de vida diante da morte

9 10 2011

Nem sempre as grandes mudanças foram frutos do aprendizado vindo de inúmeros títulos acadêmicos. O sucesso na vida é fruto colhido com o aprendizado obtido após inúmeros fracassos, fracassos que fazem a gente “Pensar Diferente”.

Essa é a lição de vida que Steve Jobs compartilhou num discurso de colação de Grau em Stanford, 2005

“A única coisa que te faz seguir adiante é amar o que você faz. Você tem que encontrar aquilo que você ama. O único jeito de ficar verdadeiramente satisfeito é fazer o que você acredita ser um excelente trabalho e um excelente trabalho só nasce do amor pelo que você faz.

Seu tempo é limitado então não desperdice-o vivendo a vida dos outros.

Não deixe o barulho de vozes alheias silenciarem a sua voz interior. E o mais importante: tenha coragem de seguir seu coração e intuição, de alguma maneira, eles já sabem o que você quer se tornar. Todo o resto é secundário.” Steve Jobs






O que te faz levantar pela manhã?

15 09 2011

Você lembra qual foi a frase, o pensamento que você teve pela manhã que fez com que levantasse da cama e fez com que o teu dia pudesse começar? Muitas vezes é esse pensamento que determina como será nosso dia. É esse pensamento que nos motiva a viver aquele dia.

Gostaria de deixar aqui uma sugestão de alguém que foi um exemplo em fazer valer cada dia de sua vida.

“Deixo que o primeiro ato de cada manhã resolva os problemas do meu dia:

Eu não devo temer a ninguém neste mundo.

  • Temerei somente a Deus.
  • Não serei intolerante com ninguém
  • Não irei me submeter à injustiça de ninguém.
  • Vou conquistar a mentira com a verdade.
  • E ao resistir à mentira, me coloco acima de todo sofrimento.”

Mahatma Gandhi

Que mudanças significativas estas palavras poderiam fazer se estivessem em seus pensamentos pela manhã?

Marlus M. Marconcin – Coach de Saúde
All rights reserved ©





“As 7 Perguntas da Plenitude”

10 08 2011

Chamamos o processo de coaching como a “Arte de fazer perguntas”. Por que razão as perguntas são importantes? O que acontece quando existe o questionamento inteligente?

Gostaria que você analisasse junto comigo um aspecto importante no desenvolvimento do conhecimento humano. Hoje temos soluções para os principais desafios da vida. Você parou para pensar em como estas soluções surgiram? O que fez com que gênios da física, química, medicina realizassem suas descobertas?

Muito simples. Eles souberam, em primeiro lugar, fazer perguntas inteligentes e desafiadoras. Santos Dumont talvez se perguntou: “O que eu poderei fazer para voar como um pássaro?” Gran Bell pode ter se perguntado: “Gostaria de me comunicar de forma rápida e clara com alguém muito distante. Como isso pode se tornar realidade? Tomas Edson talvez se questionou: “Esta vela não ilumina o suficiente para eu ler à noite. Como eu poderia reproduzir a luz do dia, dentro de minha casa e poder ler confortavelmente à noite?”

Uma resposta inteligente e desafiadora sempre vem de uma pergunta inteligente e desafiadora. São as perguntas que transformam o mundo e o ser humano. Uma vida de superação é resultado das perguntas que motivaram esta superação.

Os maiores sábios da humanidade respondiam às perguntas de seus discípulos com outra pergunta. A história de Jesus está repleta de exemplos assim.

Nosso cérebro sempre irá responder de alguma maneira uma pergunta. Não importa se ele saiba ou não a resposta correta. Porém antes de concluir que a resposta não existe a mente vai sempre fazer a busca por ela. Funciona da seguinte maneira: Uma pergunta estimula o nosso pensamento, que por sua vez é um gatilho para uma emoção, a emoção produz uma ação e a ação promove um resultado.

Então um resultado, a solução de um desafio, sempre vem como resposta a uma pergunta.

Vou deixar com você uma sugestão interessante e eficaz para ajudar a resolver qualquer coisa em sua vida. Eu chamo de as “As 7 Perguntas da Plenitude”. Gosto do número 7, é o número que representa a plenitude. Por isso são somente 7 perguntas poderosas que trarão 7 respostas poderosas.

1. Qual é o real desafio que eu superar neste momento?

Esta pergunta é importante para você se localizar. Algumas vezes as pessoas nem sabem o que resolver e se perdem na busca de soluções. É muito importante definir em primeiro lugar onde você está.

2. Que resultado eu quero obter?

Após definir onde você está é bom que você estabeleça onde quer chegar. Um caminho, uma rota é estabelecida quando temos esses dois pontos bem claros.

3. O que eu irei ganhar quando resolver este desafio?

Busque sempre uma motivação positiva para chegar a um resultado. Isso irá estimular o seu empenho nas ações.

4. O que eu irei perder quando resolver este desafio?

É importante verificar os riscos, e se existem aspectos negativos envolvidos, quais serão os efeitos colaterais. Se identificados procure encontrar uma maneira de minimizar as perdas.

5. Quem esteve numa situação semelhante e o que ele fez?

Antes de quebrar a cabeça e perder tempo na busca de uma solução. Pesquise se já não existe algo pronto e eficiente. A grande maioria dos desafios ou já foram resolvidos ou uma parte da solução já está descoberta.

6. O que este problema me impede de alcançar, fazer ou conquistar?

Esta é uma pergunta muito interessante, ela expande os limites e minimiza o problema. Aqui você descobre o real motivo deste desafio existir em sua vida..

7. E agora, o que eu irei fazer efetivamente para conquistar meu objetivo?

Finalmente você tem condições de colocar nas suas mãos a responsabilidade para solucionar o desafio. A solução irá acontecer se você fizer algo para isso. Aqui você foca na ação.

Simples, não é? Vamos ver um exemplo?

Digamos que você está com dor no peito e falta de ar, é fumante e seu cardiologista diagnosticou um risco cardíaco e recomendou a você libertar-se deste hábito.

1. Qual é o real desafio que eu superar neste momento?

Posso desenvolver uma doença cardíaca e o tabagismo irá agravar ainda mais esta condição e colocar em risco a minha vida.

2. Que resultado eu quero obter?

Me libertar do cigarro e viver de maneira tranqüila e saudável.

3. O que eu irei ganhar quando resolver este desafio?

Disposição e energia para fazer exercícios, as pessoas irão gostar de ficar mais tempo comigo pois o cheiro do cigarro não estará presente, irei poder sentir o real sabor dos alimentos, irei dormir melhor.

4. O que eu irei perder quando resolver este desafio?

O cigarro me proporciona prazer, porém este prazer será substituído por outros prazeres e sensações que o cigarro me impede de alcançar.

5. Quem esteve numa situação semelhante e o que ele fez?

Tenho um amigo que conseguiu. Ele tomou a decisão de maneira firme e buscou ajuda profissional de um Coach de Saúde para dar apoio e orientação.

6. O que este problema me impede de alcançar, fazer ou conquistar?

O cigarro me impede de viver a vida de maneira plena. Se eu continuar este hábito irá me impedir de viver. *Obs: Então qual o real motivo para o desafio existir? Neste caso é viver. Nada é mais importante que a vida

7. E agora, o que eu irei fazer efetivamente para conquistar meu objetivo?

Primeiro irei jogar fora todas as carteiras de cigarro que possuo e irei marcar imediatamente uma sessão com um profissional para me ajudar.

Estas perguntas podem ajudá-lo a encontrar a solução e conquistar resultados em qualquer área da vida. Experimente.

Lembre sempre o seguinte:

“Se você ainda não alcançou o resultado que você deseja para sua vida é porque você ainda não fez a pergunta certa.”

Marlus M. Marconcin – Coach de Saúde
All rights reserved ©