Atitude – Faça algo por você mesmo neste Ano Novo!

2 01 2012

“Quando você parar de perseguir as coisas erradas você dará chance

para que as coisas certas te alcancem.”

“Ano Novo, Vida Nova”. Muitos tem esta frase na ponta da língua neste período, poucos fazer disso uma realidade. Procuramos focar em grandes mudanças porém são coisas simples que fazem grandes transformações. O que cada um de nós pode fazer para mudar significativamente nossa vida?

Aqui estão algumas idéias para você começar:

  1. Gaste o seu tempo pessoas que te fazem bem. – A vida é muito curta para passar tempo com pessoas que sugam nossa felicidade. Quantas pessoas são realmente essenciais em sua vida, e na vida de quantos você é essencial? Faça uma lista e passe o seu tempo livre com elas.
  2. Encare de frente os seus problemas. –  Não, realmente não é fácil. Gosto deste pensamento “…ninguém vai bater tão duro como a vida. Mas não se trata de bater duro, se trata de quanto você agüenta apanhar e seguir em frente, o quanto você é capaz de agüentar e continuar tentando. É assim que se consegue vencer.” (Rocky Balboa) Recuar, nunca, só se for para pegar impulso.
  3. Seja verdadeiro para si mesmo. – Você pode mentir para qualquer outra pessoa no mundo, mas você não pode mentir para si mesmo.
  4. Ponha as suas próprias necessidades em primeiro plano. – A coisa mais dolorosa é abrir mão de coisas que são importante para nós e perceber que não valeu a pena. Podemos sim ajudar os outros, mas sem deixar de abrir mão de nossas prioridades.
  5. Seja você mesmo. – Um dos maiores desafios na vida é ser você mesmo em um mundo que força você a ser igual a todos. Sempre vai existir alguém mais bonito, alguém sempre vai existir alguém mais esperto, mais jovem. Não mude a sua maneira de ser somente para agradar os outros. Seja você mesmo e as pessoas certas vão gostar do verdadeiro você.
  6. Olhe para o futuro e pare de tentar se agarrar ao passado. – Você não pode iniciar o próximo capítulo da sua vida se você mantiver apegado a  seu passado.
  7. Confie no teu “taco” e pare de viver com medo errar. – Fazer alguma coisa errada é pelo menos dez vezes mais produtivo do que não fazer nada. Todo sucesso tem uma trilha de falhas por trás dele, e cada fracasso um caminho para o sucesso. Um dia você irá se lamentar das coisas que você não fez muito mais do que as coisas que você fez.
  8. Aprenda com os erros do passado – Podemos amar a pessoa errada e chorar sobre as coisas erradas, mas não importa como as coisas dão errado, uma coisa é certa, os erros nos ajudam a encontrar a pessoa e as coisas boas que foram feitas para nós. Todos nós cometemos erros, temos lutas, e até mesmo podemos nos arrepender de algumas coisas do nosso passado. Mas você não é seus erros, você não é suas lutas, e você está aqui agora com o poder para moldar o seu futuro. Cada coisa que já aconteceu em sua vida foi para prepará-lo para um momento que ainda está por vir.
  9. Seja proativo e pare de ser ocioso. – Avalie as situações e tome medidas decisivas. Você não pode mudar aquilo que você se recusa a enfrentar. Todo progresso envolve riscos. Ponto final!
  10. Agora é o “Seu” momento” – Pare de pensar que você não está pronto. – Ninguém se sente 100% pronto quando a oportunidade surge. Porque as grandes oportunidades da vida nos forçam a crescer além de nossas zonas de conforto, isso que significa que não vai se sentir totalmente confortável no início.
  11. Escolha seus relacionamentos com cuidado – É melhor estar sozinho do que estar em má companhia. Não há necessidade de pressa. Se algo é para ser, isso vai acontecer – no momento certo, com a pessoa certa. Apaixone-se quando estiver pronto, não quando você estiver sozinho.
  12. Perdoe. – Viva a vida sem ódio em seu coração. Você vai acabar prejudicando a si mesmo mais do que as pessoas que você odeia. O perdão não está dizendo: “Tudo bem com o que você fez para mim.” O perdão significa: “Eu não vou deixar o que você fez estragar a minha felicidade para sempre.” O perdão é a resposta … desapegar, deixar ir embora, encontrar a paz, libertar-se! E lembre sempre, o perdão não é só para outras pessoas, é para você também.
  13. Faça pausas no que você está fazendo. – Tome um tempo para respirar profundamente quando você não tem tempo para isso. Se você continuar fazendo o que você está fazendo, você vai continuar obtendo os mesmos resultados. Às vezes é importante distanciar-se para ver as coisas claramente.
  14. Assuma a responsabilidade por tudo o que acontece com você. – A sua capacidade de poder realizar seus sonhos depende da sua capacidade de a responsabilidade por sua vida. Quando você culpa os outros pelo que você está passando, você nega responsabilidade – você dá aos outros o poder de decisão em sua vida.
  15. Agradeça por tudo. – Não importa o que aconteça, acorde a cada dia grato por sua vida. Em vez de pensar sobre o que está faltando, tente pensar sobre o que você tem que todo mundo está em falta.

Marlus M. Marconcin – Coach de Saúde

All rights reserved ©





Dietas – porque elas não funcionam!!!

5 04 2011

Todo início de ano, a mesma coisa, uma enxurrada de livros de dietas milagrosas.

Todos prometem revelar o segredo para perder peso com sucesso e de maneira definitiva.

Tem dieta para todos os gostos, os nomes é que são fantásticos “Dieta do Bom Humor”, porque deve ter a do Mau Humor, do Abdomen (para concorrer com a do tórax), Dieta Nota 10 (que nota poderiamos das às outras?), das calorias inteligentes (deve ter das calorias pouco inteligentes), nem Jesus e os discípulos escaparam.

Infelizmente, elas dietas contém erros e promovem deficiências nutricionais importantes.

A maioria dos gurus de dietas se atém a alimentação como se isso fosse a única causa de obesidade. Eles até comentam algo a respeito de exercícios. Infelizmente a vida do ser humano não se resume a comida e atividade física.

A maneira de pensar a respeito de emagrecimento tem evoluido.

Com a emergente metodologia de coaching não se fala no que comer e como se exercitar, ensina-se a pessoa a pensar e se auto-motivar para um estilo de vida adequado a ela.

Motivação, esse é o ponto. Sem motivação adequada, as dietas fracassam. A informação a respeito do que se fazer são amplas e extremamente assecível a todos. A deficiência está na motivação de buscar a saúde.

A obesidade é um problema complexo que envolve neuroquímica, nutrientes, hormônios, DNA, enzimas e, talvez, o mais importante, pensamentos, sentimentos e motivações.

E os pensamentos, sentimentos e motivações exigem uma solução interna:

  1. Assumir a responsabilidade pela a nossa própria saúde
  2. Desenvolver um desejo ardente para melhorar constantemente o estado da nossa própria saúde.
  3. Auxiliar os outros a fazerem uma transformação semelhante.

Mude a sua maneira de pensar que irá mudar a sua maneira de viver.





Depende de Mim

21 05 2009

O grande segredo da vida é fazermos a nossa parte em todos os aspectos da vida, a saúde é apenas um aspecto.

Medite nesta história…

DEPENDE DE MIM

Hoje levantei pensando no que fazer antes que o relógio marque meia noite.

Minha função é escolher o tipo de dia que vou ter.

Posso reclamar por estar chovendo ou agradecer às águas por lavarem a rua.

Posso ficar triste por não ter dinheiro ou me sentir encorajado para administrar minhas finanças, evitando o desperdício.

Posso reclamar sobre minha saúde ou dar graças por estar vivo.

Posso me queixar dos meus pais por não terem me dado tudo o que eu queria ou posso ser grato por ter nascido.

Posso reclamar por ter que ir trabalhar ou agradecer por ter trabalho.

Posso sentir tédio com o trabalho doméstico ou agradecer a Deus por ter um teto que abrigue minha família e meus pertences.

Posso lamentar decepções com amigos ou me entusiasmar com a possibilidade fazer novas amizades.

Se as coisas não saíram como planejei, posso ficar feliz por ter hoje para recomeçar.

O dia está à minha frente, esperando para ser o que eu quiser.

E aqui estou eu, o escultor que pode dar forma ao meu dia e ao mundo.

Tudo depende só de mim.

Autor Anônimo

Fonte: http://www.metaforas.com.br/

Marlus M. Marconcin

Coach de saúde





Pandemia de Gripe Suína ou Influenza A – H1N1 – A prevenção é possível?

13 05 2009

O dia da caça. Charge de Paixão, no Gazeta do Povo

O mundo está em alerta frente ao risco de uma grande pandemia. No Brasil vemos notícias de reuniões nos diversos segmentos do governo para discutir e tomar as providências diante da ameaça. Todos os noticiários falam que as autoridades garantem: “O país está preparado. A doença é grave mas não do tamanho que se vendeu”. A realidade é que existe a possibilidade e o risco de uma grande pandemia, os estudiosos não podem afirmar que seja através do vírus Influenza A – H1N1 ou qualquer outro agente que possa aparecer. Não se sabe somente quando irá acontecer. Então a grande pergunta é: “É possivel prevenir a Gripe Suína?”

Como Coach de Saúde procuro orientar meus clientes a serem proativos na manutenção de nossa saúde. Repito sempre: “Não deixe um milímetro de sua vida na mão de outra pessoa.” Não podemos ficar sentados esperando as medidas milagrosas dos governantes, sabemos que nosso país tem deficiências gigantescas no setor de saúde, o nosso papel é fazer o que está ao nosso alcance e ser causa não efeito.

Alguns exemplos são importantes citar. Frequentemente lemos noticias de falta de medicamentos e médicos na rede pública, principalmente no interior. Nas capitais as condições de atendimento à população é caótica. Uma boa parte do atendimento de saúde privado também está em dificuldade. O atendimentos de emergência e UTI na rede pública e privada são extremamente deficitários, não existem vagas e disponibilidade de profissionais suficiente frente à demanda. Esse quadro observamos quando não existe uma situação de perigo real. O que irá mudar se instalar-se uma pandemia quando se diz que “Estamos preparados para uma pandemia”?
Então como podemos nos proteger?

Nos casos de grandes epidemias vividas pela humanidade no passado, é fácil identificar que as pessoas que sobreviveram faziam algo diferente da grande maioria. A grande maioria das pessoas foram acometidas pelas doenças porque os hábitos eram semelhantes, portanto a maioria estava exposta ao agente. Os que sobreviviam apresentavam hábitos simples, baratos, sem uma tecnologia avançada porém eficazes. Eles não somente estavam afastados dos focos de doenças como também tinham uma condição física melhor, ou seja um sistema imunológico mais eficiente que possibilitava uma reação eficiente.

Acreditamos que no caso a Gripe Suína ou Influenza tipo A – H1N1 é semelhante. As medidas individuais para a prevenção são as mesmas a serem tomadas para as chamadas “gripes comuns”.

  • Hábitos alimentares, exercícios físicos regulares e repouso adequado promovem uma condição imunológica eficiente.
  • Freqüentar ambientes arejados e bem ventilados, sem aglomerações de pessoas evita o contato com pessoas doentes.
  • Hábitos de vestuários adequados para a temperatura ambiente, mantém a temperatura do corpo estável mantendo também as defesas em ordem.

Se apenas estas medidas simples, baratas e acessíveis a todos, forem observadas realmente podemos ficar tranqüilos.

A minha intenção aqui neste post está longe de ser alarmista e fomentar o medo. Gostaria que cada um pudesse enxergar a realidade como ela realmente é, e fazer algo a respeito.

Se ficarmos esperando atitudes de autoridades pode ser que aconteça o que sempre aconteceu neste país. É importante que cada um assuma a responsabilidade individual de sua saúde, mesmo em tempos difíceis.

Marlus M. Marconcin – Coach de Saúde
All rights reserved ©