Atitude – Faça algo por você mesmo neste Ano Novo!

2 01 2012

“Quando você parar de perseguir as coisas erradas você dará chance

para que as coisas certas te alcancem.”

“Ano Novo, Vida Nova”. Muitos tem esta frase na ponta da língua neste período, poucos fazer disso uma realidade. Procuramos focar em grandes mudanças porém são coisas simples que fazem grandes transformações. O que cada um de nós pode fazer para mudar significativamente nossa vida?

Aqui estão algumas idéias para você começar:

  1. Gaste o seu tempo pessoas que te fazem bem. – A vida é muito curta para passar tempo com pessoas que sugam nossa felicidade. Quantas pessoas são realmente essenciais em sua vida, e na vida de quantos você é essencial? Faça uma lista e passe o seu tempo livre com elas.
  2. Encare de frente os seus problemas. –  Não, realmente não é fácil. Gosto deste pensamento “…ninguém vai bater tão duro como a vida. Mas não se trata de bater duro, se trata de quanto você agüenta apanhar e seguir em frente, o quanto você é capaz de agüentar e continuar tentando. É assim que se consegue vencer.” (Rocky Balboa) Recuar, nunca, só se for para pegar impulso.
  3. Seja verdadeiro para si mesmo. – Você pode mentir para qualquer outra pessoa no mundo, mas você não pode mentir para si mesmo.
  4. Ponha as suas próprias necessidades em primeiro plano. – A coisa mais dolorosa é abrir mão de coisas que são importante para nós e perceber que não valeu a pena. Podemos sim ajudar os outros, mas sem deixar de abrir mão de nossas prioridades.
  5. Seja você mesmo. – Um dos maiores desafios na vida é ser você mesmo em um mundo que força você a ser igual a todos. Sempre vai existir alguém mais bonito, alguém sempre vai existir alguém mais esperto, mais jovem. Não mude a sua maneira de ser somente para agradar os outros. Seja você mesmo e as pessoas certas vão gostar do verdadeiro você.
  6. Olhe para o futuro e pare de tentar se agarrar ao passado. – Você não pode iniciar o próximo capítulo da sua vida se você mantiver apegado a  seu passado.
  7. Confie no teu “taco” e pare de viver com medo errar. – Fazer alguma coisa errada é pelo menos dez vezes mais produtivo do que não fazer nada. Todo sucesso tem uma trilha de falhas por trás dele, e cada fracasso um caminho para o sucesso. Um dia você irá se lamentar das coisas que você não fez muito mais do que as coisas que você fez.
  8. Aprenda com os erros do passado – Podemos amar a pessoa errada e chorar sobre as coisas erradas, mas não importa como as coisas dão errado, uma coisa é certa, os erros nos ajudam a encontrar a pessoa e as coisas boas que foram feitas para nós. Todos nós cometemos erros, temos lutas, e até mesmo podemos nos arrepender de algumas coisas do nosso passado. Mas você não é seus erros, você não é suas lutas, e você está aqui agora com o poder para moldar o seu futuro. Cada coisa que já aconteceu em sua vida foi para prepará-lo para um momento que ainda está por vir.
  9. Seja proativo e pare de ser ocioso. – Avalie as situações e tome medidas decisivas. Você não pode mudar aquilo que você se recusa a enfrentar. Todo progresso envolve riscos. Ponto final!
  10. Agora é o “Seu” momento” – Pare de pensar que você não está pronto. – Ninguém se sente 100% pronto quando a oportunidade surge. Porque as grandes oportunidades da vida nos forçam a crescer além de nossas zonas de conforto, isso que significa que não vai se sentir totalmente confortável no início.
  11. Escolha seus relacionamentos com cuidado – É melhor estar sozinho do que estar em má companhia. Não há necessidade de pressa. Se algo é para ser, isso vai acontecer – no momento certo, com a pessoa certa. Apaixone-se quando estiver pronto, não quando você estiver sozinho.
  12. Perdoe. – Viva a vida sem ódio em seu coração. Você vai acabar prejudicando a si mesmo mais do que as pessoas que você odeia. O perdão não está dizendo: “Tudo bem com o que você fez para mim.” O perdão significa: “Eu não vou deixar o que você fez estragar a minha felicidade para sempre.” O perdão é a resposta … desapegar, deixar ir embora, encontrar a paz, libertar-se! E lembre sempre, o perdão não é só para outras pessoas, é para você também.
  13. Faça pausas no que você está fazendo. – Tome um tempo para respirar profundamente quando você não tem tempo para isso. Se você continuar fazendo o que você está fazendo, você vai continuar obtendo os mesmos resultados. Às vezes é importante distanciar-se para ver as coisas claramente.
  14. Assuma a responsabilidade por tudo o que acontece com você. – A sua capacidade de poder realizar seus sonhos depende da sua capacidade de a responsabilidade por sua vida. Quando você culpa os outros pelo que você está passando, você nega responsabilidade – você dá aos outros o poder de decisão em sua vida.
  15. Agradeça por tudo. – Não importa o que aconteça, acorde a cada dia grato por sua vida. Em vez de pensar sobre o que está faltando, tente pensar sobre o que você tem que todo mundo está em falta.

Marlus M. Marconcin – Coach de Saúde

All rights reserved ©





A Armadilha do “Apego”

27 07 2011

O que nos impede de crescer, de mudar, melhorar nossa vida, nossos relacionamentos?

O “apego” é uma das coisas mais danosas e prejudiciais ao nosso crescimento. Muitas vezes nos sentimos incapazes de transformar nossas vidas não porque não temos a capacidade da transformação mas pelo simples fato de ficamos literalmente presos a certas coisas e nos recusarmos a soltá-las.

Na região nordeste e norte do Brasil existe uma árvore que se chama Sapucaia. Ela produz um fruto em forma de cumbuca. Quando este amadurece e se abre do seu interior são liberadas pequenas castanhas. O macacos destas regiões são fascinados por castanhas.

O problema é que o orifício é grande o suficiente para que eles introduzam a mão aberta mas quando pegam a castanha e a mão se fecha ela fica presa. Eles só conseguem tirar a mão quando largam e abandonam o fruto. Alguns macacos chegam a ficar dias presos à cumbuca sem saber como se libertar. Com este comportamento eles se tornam presas fáceis para predadores e caçadores. Os macacos velhos e experientes, sabem onde põe a mão porque já passaram pela sofrida experiência. Daí o vem ditado: “Macaco velho não mete a mão em cumbuca”.

Nós apresentamos o mesmo comportamento com relação a muitas coisas em nossas vidas. Ficamos presos a “cumbucas” porque nos apegamos a coisas, a comportamentos, a crenças, etc. Quando a vida nos diz para soltarmos estas coisas para haver uma transformação, nós negamos e continuamos agarrados, não agimos e continuamos presos.

Não é uma questão de não podermos mudar, mas sim uma questão de resistirmos à mudança sem nos darmos conta disso. Algumas vezes estamos com a mão presa na cumbuca mas nem sabemos o que estamos segurando.

Quais são as mudanças e novas possibilidades que iriam surgir na sua vida se simplesmente você abrisse a mão e se desapegasse às coisas que te prendem à cumbuca que você está preso hoje?

Marlus M. Marconcin – Coach de Saúde
All rights reserved ©





Saúde, afinal o que é isso?

5 06 2011

Vida Plena

São infinitas as discuções a respeito do conceito de saúde. Qual é a fórmula mágica da vida saudável: ter saúde ou se sentir saudável?

Atualmente já sabemos que estes são conceitos totalmente diferentes. Podemos nos sentir saudáveis e termos saúde , e já existem casos concretos de sucesso. E então, surge outra dúvida: Ter o que?

Observo perfis diversos, de sucesso, de nem tanto sucesso, de falso sucesso e de insucesso em movimentos similares ne busca da saúde plena.

O que queremos ter de fato, quando falo em saúde, já que sou único, tenho um potencial enorme e um mundo de infinitas possibilidades à disposição?

Qual é, na verdade, a melhor definição para esta palavra? SAÚDE

Segundo a OMS a definição oficial de saúde é: “saúde é um estado de completo bem-estar físico, mental e social, e não apenas a ausência de doenças.” Em 1977 Christopher Boorse definiu a  saúde como a simples ausência de doença; falta definir o que é ausência de doença. Leon Kass em 1981 definiu a saúde como: “o bem-funcionar de um organismo como um todo”, ou ainda “uma atividade do organismo vivo de acordo com suas excelências específicas.” Em 2001 Lennart Nordenfelt definiu como um estado físico e mental em que é possível alcançar todas as metas vitais, dadas as circunstâncias.

Podemos perceber que definição não falta. Tem para todos os gostos.

Acontece que estas definição são muito generalistas em muitos casos são incompletas e falhas. Existe a tendência de analizar parâmetros socias, alimentares, hábitos, econômicos, fisiológicos, etc. Esses parâmetros são importantes, porém generelistas e incompletos. A meu ver a saúde é melhor avaliada e definida se partirmos de um ponto de vista individual. Mesmo assim a definição fica bem diversa.

A saúde também pode ser definida se medida quantitativamente e qualitativamente. Neste caso tudo se resume a números. Podemos avaliar os anos vividos, os níveis de colesterol, a quantidade de medicamentos utilizados, ou mesmo visitas a hospitais. Pode-se também pensar em saúde em termos de qualidade de vida das pessoas. Aqui leva-se em conta os níveis de energia, qualidade do sono, a felicidade, ou resistência. Alguém pode dizer: “Estou saudável porque meu colesterol HDL é de 67”, ou “Sou saudável porque me sinto revigorado quando eu acordo pela manhã”.

Bom, o fato é que não existe resposta certa ou errada, e a resposta pode variar de pessoa para pessoa, de ano para ano, mês a mês, mesmo dia para o outro.

Como você define a sua saúde? Quem sabe você tem a sua própria definição. Saber o que ela significa para você estar saudável pode inspirar e motivar a sua vida.

Existe um outro conceito de saúde, creio que seja mais real, e é mais adequado quando consideramos a individualmente de cada um. “Saúde é a capacidade de alguém poder tomar decisões a partir de suas escolhas.” Esta definição está intimamente relacionada com a busca do prazer de viver. Um fumante se considera saudável pois ele tem a capacidade de escolha, ele sente prazer no seu estilo de vida. Com uma pessoa obesa acontece o mesmo. Até que as consequências destes estilos de vida aconteçam, elas se consideram saudáveis pois ainda tem a capacidade de escolher.

Acredito então que a definição de saúde mistura-se com a definição de nossa missão e propósito de vida. E essa definição também modifica-se ao longo da vida.  Vamos imaginar o que se passa nas diversas fazes da nossa vida.

Na infância as preocupações não existem. A vida e a fantasia misturam-se. O brincar, o prazer de divertir-se é o que interessa essa é a escolha fundamental da criança. O grande indício que algo não vai bem com uma criança é quando ela para de brincar.

A partir daí as escolhas modificam-se ao longo dos anos, consequentemente a definição de missão vida e Saúde também. Definir em qual “turma pertencer”, que experiência adquirir , quais desafios a vencer  e como tornar-se independente financeiramente, etc. Quando estas etapas foram vencidas, uma etapa madura se aproxima. É importante as respostas venham à tona para a melhor tomada de decisões e que possamos encontrar o real propósito para a vida. Existo por que? O que tenho que fazer exatamente para sentir-me feliz e realizado? Nasci para que?

Quando descobrimos as respostas para as questões básicas da vida, sentimo-nos energizados, felizes e motivados, fortes, com capacidade de atuar no cenário da vida com propriedade, buscando fazer cada vez mais daquilo que sentimos ter sido a origem de nosso nascimento. Nos tornamos incansáveis, imbatíveis, grandes, isso é sentir e viver “SAÚDE”.

E quanto mais praticamos, mais aceitamos fazer, porque a recompensa é a maior de todas: a satisfação em nível profundo, o “nirvana”, a paz interior de saber que está cumprindo seu destino como protagonista de um filme de sucesso. Todos os papéis da vida passam a ter uma pitada deste sabor especial. A vida passa a ser cheia de possibilidades, e aproveitamos a todas que estiverem a nosso alcance. O incrível é que este estado maravilhoso de espírito todos nós já experimentamos, lá na infância.

Então qual é a sua definição “particular” para Saúde?

Se você já achou sua resposta, ou está em busca, saiba que muitos já estão a seu lado. Se vem adiando ou ainda não pensou no assunto, priorize porque a jornada vale a pena. Se for muito difícil encontrar, pare um pouco e relembre os melhores momentos de sua infância. É lá que você irá encontrar o seu estado ideal de saúde, foi lá que você experimentou aquilo que todos buscam, a sensação de uma:

Marlus M. Marconcin – Coach de Saúde
All rights reserved ©





A Porta Negra

15 12 2009

Arte: Mário Russo

Há décadas se discute a respeito do futuro do planeta, do cuidado com o meio ambiente. Agora em dezembro de 2009 acontece o COP15 – uma reunião com os principais lideres mundiais para estabelecer metas e regras visando o futuro do planeta. Todos sabem o que fazer, há muito tempo, porem poucos fazem o necessário.  Todos os países sabem que o prejuízo é incalculável bem  como irreparável, e pouco ou nada se faz efetivamente para uma melhora. O que acontece com o ser humano?

Quando falamos de saúde acontece a mesma coisas. Por que razão muitas pessoas continuam hábitos que prejudicam a sua saúde? Por que insistem em continuarem fumando, em manter um alimentação desregrada, dormindo mau, etc…? Sabem dos malefícios, sabem das conseqüências, porém não conseguem a liberdade!

Era uma vez um país das Mil e uma Noites.


Neste país, havia um Rei que era muito polêmico por causa de seus atos. Ele pegava os prisioneiros de guerra e levava para uma enorme sala. Os prisioneiros eram enfileirados no centro da sala e o Rei gritava, dizendo:

– Eu vou dar uma chance para vocês. Olhem para o canto direito da sala.
Ao olharem, os prisioneiros viam alguns soldados armados de arco e flechas, prontos para ação.

– Agora, – continuava o Rei – Olhem para o canto esquerdo.
Ao olharem, todos os presos notavam que havia uma horrível Porta Negra de aspecto gigantesco.
Crânios humanos serviam como decoração e a maçaneta era a mão de um cadáver.
Algo horripilante só de imaginar, quanto mais para ver.

O Rei se posicionava no centro da sala e gritava:
– Agora escolham : o que vocês querem ? Morrerem cravados de flechas ou abrirem rapidamente aquela Porta Negra e entrarem lá dentro enquanto tranco vocês? Agora decidam, vocês têm livre arbítrio, escolham….

Todos os prisioneiros tinham o mesmo comportamento: na hora da decisão, eles chegavam perto da horrível Porta Negra de mais de quatro metros de altura, olhavam para os desenhos de caveiras, sangue humano, esqueletos, aspecto infernal, coisas escritas do tipo: “Viva a Morte”, etc…e decidiam:
” Quero morrer flechado”.

Um a um, todos agiam assim: olhavam para a Porta Negra e para os arqueiros da Morte e diziam para o Rei:
– Prefiro ser atravessado por flechas a abrir essa Porta Negra a ser trancado lá dentro.

Milhares optaram pelo que estavam vendo: a morte feia pelas flechas.
Mas, um dia, a guerra acabou. Passado algum tempo, um daqueles soldados do “Pelotão da Flechada” estava varrendo a enorme sala quando eis que surge o Rei. O soldado com toda reverência e meio sem jeito, perguntou:
– Sabe , ó grande Rei, eu sempre tive uma curiosidade, não se zangue com minha pergunta, mas… o que tem além daquela Porta Negra ?
O Rei respondeu :
– Lembra que eu dava aos prisioneiros duas escolhas ? Pois bem, vá e abra a Porta Negra.
O soldado, trêmulo, virou cautelosamente a maçaneta e sentiu um raio puro de sol beijar o chão feio da enorme sala.


Abriu mais um pouquinho a porta e mais luz e um gostoso cheiro de verde inundaram o local. O soldado notou que a Porta Negra abria para um caminho que apontava para a grande estrada. Foi aí que o soldado foi perceber:
a Porta Negra dava para a…. LIBERDADE !!!!!

Qual é a sua “Porta Negra”?  O que te impede de conquistar a real liberdade?

Marlus M. Marconcin
Coach de saúde