A abordagem do Diabetes no processo de Coaching de Saúde

5 10 2011

Quando alguém está com diabetes, a vida pode ser um desafio. É importante ter cuidado com o que comer, monitorar o açúcar no sangue várias vezes por dia e certificar-se de tomar a medicação regularmente. Existe também a preocupação com complicações como a neuropatia, glaucoma e doenças gengivais. Tudo isso  pode levar a sentimentos de impotência e derrota. Uma processo de coaching de saúde pode dar a um diabético uma nova perspectiva e coloca-lo no controle eficaz da doença.

O Coaching de Saúde pode ser uma maneira muito eficaz para controlar o diabetes, pois uma vez a pessoa desenvolve o seu plano de bem-estar o Coach está disponível a trabalhar junto apoiando e motivando na direção correta.

Como um processo de Coaching Saúde atua com a Diabetes?

De acordo com um estudo clínico feito por Duke University , coaching de saúde aumenta a responsabilidade do paciente e os resultados clínicos.

Durante suas reuniões o Coach irá ajudar ao paciente a conectar-se com o que há de mais importante em sua vida. Isso o ajudará a definir metas realistas e ajudá-lo a melhorar sua condição.

Exemplos dessas mudanças são:

  • Dieta

Dieta é crucial para a gestão eficaz da diabetes. Há determinados alimentos que ajudam e outros que dificultam a gestão eficaz diabetes. O Coach de saúde pode ajudar no auto controle e como encontrar uma alimentação adequada.

  • Exercício e Controle de Peso

Controle de peso é outro componente crítico na gestão eficaz da diabetes. O Coach ajuda a criar um programa personalizado de atividade física e motivar a cumpri-lo.

  • Controle do Stress

Com a agitação da vida moderna, o estresse pode causar complicações ao diabetes. Um coach de saúde irá ajudar ao cliente a aprender a usar seus próprios recursos internos para manter os níveis de estresse baixo.

Quando alguém trabalha com um coach de saúde, ele recebe as ferramentas, orientação e apoio que precisa para gerir eficazmente o diabetes e alcançar seus objetivos de bem-estar.

Marlus M. Marconcin – Coach de Saúde
All rights reserved ©

Anúncios




Respire Fundo

24 01 2011

Respirar é viver. Precisamos de oxigênio em abundância para a manutenção da saúde de nosso corpo. Sem oxigênio, morreríamos em três minutos. Apesar de ser esta uma questão óbvia e uma verdade eterna, a respiração é muitas vezes negligenciada, e como resultado, a saúde é prejudicada.

A deficiência de oxigênio
Talvez você se surpreenda ao saber que a deficiência de oxigênio é responsável pelo agravamento de várias doenças do corpo e da mente, e nosso mundo moderno não está ajudando neste quesito. A poluição e as toxinas tornam mais difícil para as nossas células obterem o oxigênio de que necessitam … da mesma forma o estresse, a ansiedade e outras emoções reprimidas nos privam de oxigênio através da manutenção de uma respiração restrita e superficial.

Digamos que, quando você se sentir estressado, ansioso, ou quando reprimir suas emoções, você não estará respirando adequadamente. E quando isso acontece, você está enviando menos oxigênio para as células, o que pode significar que você terá condições de raciocinar tão bem como também seu físico não estará em plenas condições.

Por que nós respiramos superficialmente?
Acredita-se que as pessoas usam a respiração superficial para desligar o processamento das emoções. Se você está sob estresse, respiração superficial ajuda a aliviar as sensações negativas que as emoções podem provocar. Infelizmente, quando você não se permite sentir as emoções, prendendo dentro de você, os sentimentos e pensamentos negativos irão se repetir mais e mais. É provado que estes sentimentos não processados, com o passar do tempom podem provocar diversas doenças.

Prática, prática, prática
Uma resposta é a prática da respiração profundamente todos os dias. A princípio, sempre que você lembrar, respira profundamente. Há um velho ditado que diz “a prática leva à perfeição”.

Quando você está dirigindo seu carro, local onde muitos de nós gasta muito tempo, diariamente, observe sua respiração. Quão superficial ela é? No trânsito, pode ser até num engarrafamento, ouvindo uma musica relaxante, você tem o tempo necessário para a prática de respirações profundas.

Agora você está sentado em seu computador, enquanto você lê este artigo. Observe sua respiração. Quão superficial é?

A partir de agora respire profundamente.  Digamos que você comece a marcar o tempo.

Inspire profundamente e então prenda a respiração por aproximadamente cinco segundos. Depois expire todo o ar em aproximadamente cinco segundos. Lentamente, repita este processo pelo menos 10 vezes.

Benefícios
Depois de repetir várias vezes, como você se sente?

Você provavelmente se sentirá melhor. Por quê? Bem, se o seu foco mental está na sua respiração, depois de ter desligado o pensamento dos problemas à sua volta você coloca o seu foco em você mesmo. Isso é ajuda muito.

Além disso, o simples ato de respirar profundamente fundo ser um benefício físico exelente. Você vai se sentir melhor fisicamente pela respiração profunda e não superficial.

A deficiência de oxigênio está comprovadamente ligada a doenças graves, portanto a respiração profunda e consciente pode ajudar com no alívio da fadiga crônica, num processo de desintoxicação, nos casos de asma, alergias, ataques de pânico, vícios e depressão, só para citar alguns problemas.

Você está cético? Acha que não vai funcionar? Experimente nossa sugestão por três semanas durante pelo menos cinco minutos por dia. Na verdade, para torná-lo mais fácil de lembrar, porque não partilhar a ideia com os familiares, amigos ou associados.





Uma vida de sucesso – só depende de você!

8 05 2009

Para se sobressair profissionalmente, num momento em que o mercado tornou-se altamente exigente, sempre em mudança, as ações para o desenvolvimento profissional não se limitam a exigir melhores competências técnicas (habilidades profissionais; competências administrativas e empresariais, etc.), é importante também a atenção a auto-gestão e manutenção das competências interpessoais. Um estudo realizado pela Fundação Dale Carnegie revelou que 15% do nosso sucesso é devido às nossas habilidades técnicas e cerca de 85% é devido à nossa capacidade de liderança e trabalho com as pessoas e um autocontrole efetivo.

Nossas competências técnicas certamente necessitam contínua evolução, no entanto, elas não são, necessariamente, “os elementos” que vão melhorar ou destruir a nossa carreira. Em outras palavras, o nosso intelecto, ou o QI, não é mais a norma para o sucesso. Um estudo em Harvard em 1940 observou 95 alunos, que foram acompanhados até a meia idade, demonstrou que aqueles com maior pontuação de QI, não tinham uma maior satisfação na vida, não eram os mais felizes com a família e os amigos, ou o não tinham maior sucesso na sua carreira.. Agora compreendemos que a Inteligência Emocional, ou EQ, foi considerado o melhor critério para medir o sucesso na vida profissional e pessoal.

Então, o que caracteriza o sucesso profissional? As seis dicas seguintes vão ajudá-lo a tornar-se mais eficaz, independentemente a posição ou profissão que você tiver.

1. Ter paixão por aquilo que você faz

Sua verdadeira paixão é aquela coisa especial que você sabe executar instintivamente, ela produz um intenso desejo interior que faz você se sentir surpreendentemente vivo. Esta energia e entusiasmo produzem um efeito enorme sobre as pessoas à nossa volta e na eficiência do nosso trabalho. Pessoas que se sentem apaixonadas pelo que fazem criam maiores mudanças e progressos do que as pessoas que realizam seu trabalho apenas para receber um salário.

“Nada de grande no mundo já foi realizado sem paixão. Christian Friedrich Hebbel

2. Controlar o estresse

O estresse não pode ser eliminado da vida, sempre estará presente. Parte do estresse é induzido por padrões pessoais de pensamento e comportamentos; outros tipos de estresse são de origem externa e quanto a isso pouco podemos fazer. O controle do estresse está em desenvolver o conhecimento das circunstâncias internas e externas e escolher responder a cada uma de forma assertiva, em vez de apenas ter uma reação reflexa. O importante é colocar-se no lado causa da relação causa/efeito e assumir as rédeas da sua vida.

“A vida é uma pedra de amolar. Mas se ela nos reduz ao pó ou nos afia, isso depende de nós.”- Thomas L. Holdcroft

3. Tornar-se um líder eficaz

Na vida, não importa a posição que ocupamos, temos sempre a escolha para sermos líderes ou sermos seguidores. Às vezes é bom ser o líder, às vezes é bom ser um seguidor. Mesmo que muitos de nós não tenhamos formação em liderança, é importante compreender o que significa ser um líder, assim como a melhor forma de orientar os outros a serem líderes. Apoiar o desenvolvimento de líderes eficazes é a chave para o sucesso. O futuro de uma organização, da qualidade serviços e cuidados prestados aos clientes dependem da eficácia da liderança.

“Você deve ser a mudança que você deseja ver no mundo”- Mahatma Ghandi

4. Buscar um Comunicação efetiva e eficiente

A busca do sucesso pessoal é um assunto de “relacionamento e pessoas”; e depende muito de uma comunicação eficaz. Quando o processo está cheio de erros e as mensagens são mal interpretadas, a comunicação nos desgasta e causa confusão, criando barreiras. A comunicação só tem poder se encontrarmos uma solução e avançarmos. O cuidado da saúde é baseado no respeito humano: a comunicação é a seu alicerce. Tenha sempre em mente o seguinte quando nos comunicamos não importa o que falamos mas sim o que o outro entende.

“A comunicação conduz à participação, compreensão e valorização mútua.” Rollo May

5. Desenvolver os relacionamentos

Para que os relacionamentos tenham êxito, é importante desenvolver o respeito e a confiança mútua. Um relacionamento se fortalece quando bons comportamentos são modelados, quando existe uma troca de informações e experiências, quando, numa relação profissional, os resultados são monitorados e os bons comportamentos são recompensados. Ao premiar o êxito, desenvolvemos os indivíduos que focam a melhora do seu desempenho.

“As pessoas irão ultrapassar as metas que elas mesmas estabeleceram para si”. Gordon Dryden

6. Investir no crescimento pessoal

A dedicação para seu crescimento pessoal é um ingrediente-chave para seu sucesso! Afinal, o seu mundo exterior, a organização, seus colegas de trabalho, e principalmente a sua família, são sempre um reflexo de seu mundo interior. Crescimento pessoal equivale a mudança. Para nos desenvolvermos, é importante sair da zona de conforto e receber de bom grado experiências novas e transformadoras. Crescimento exige render-se temporariamente a segurança: a desistir de padrões familiares porém limitadores, de maneira prudente porém audaciosa, desistir de valores que você já não acredita, ou relacionamentos que perderam seu significado. Deixe-os ir, talvez uma doce recompensa está a espera de você criar o espaço para ela em sua vida.

“Conhecer a si mesmo significa que você se familiariza com o que sabe e que o que você pode fazer.” Menander

Marlus M. Marconcin – Coach de Saúde
All rights reserved ©