Por que é tão difícil parar de fumar?

29 11 2011

Muitos ex-fumantes dizem que parar de fumar foi a coisa mais difícil que já fizeram. Quando um fumante diz que se sente dependente do cigarro,  então provavelmente ele está dependente da nicotina. A nicotina está presente todos os produtos do tabaco. Faz a pessoa se sentir calma e satisfeita. Ao mesmo tempo, ela se sente mais alerta e focada. Quanto mais ela fuma, mais nicotina que precisa para sentir-se bem. Logo, ela não se sente “normal” sem a nicotina. Pode demorar algum tempo para se libertar da dependência da nicotina. Portanto, é importante não desistir cedo demais e ter a certeza de que ela vai poder se sentir bem novamente.

Deixar de fumar é também difícil porque o tabagismo está presente em boa parte da vida do fumante. Ele gosta de segurar cigarros e soprar brincando com a fumaça. A pessoa pode fumar quando está estressada, entediada ou irritada. Depois de meses e anos de tabagismo, o fumo torna-se parte da rotina diária da pessoa. O fumante acende o cigarro por puro hábito, sem sequer pensar nisso.

Fumar combina com alguns hábitos muito comuns. O fumante pode acender o cigarro automaticamente quando:

  • Toma café, vinho, ou cerveja
  • Está falando no telefone
  • Quando está dirigindo
  • Estar com outros fumantes

O fumante pode até se sentir desconfortável, não fumando em locais ou em situações onde normalmente ele tem um cigarro. Estes momentos são chamados de “gatilhos”. Isso ocorre porque eles estimulam, ou desencadeiam, o desejo pelo cigarro. Mudar esses hábitos é a parte mais difícil de parar de fumar para alguns fumantes.

Abandonar não é fácil. É muito importante um apoio médico e psicológico. Muitas vezes a pessoa tenta várias vezes até conseguir. Mas ela aprende algo em cada tentativa. É importante ter muita força de vontade e persistência para vencer a dependência à nicotina. Vale a pena lembrar que milhões de pessoas deixaram de fumar para sempre. Então é possível para qualquer um!

 

Marlus M. Marconcin – Coach de Saúde

All rights reserved ©





Dieta Saudável – é mais fácil que você pensa

7 11 2011

Todos sabemos da importância da alimentação saudável e seus benefícios. A questão é: por onde começar? Quais são as melhores opções de alimentos, como adaptar nossa vida “urbana” a um estilo de vida saudável?

Nos próximos posts vamos conversar um pouco a respeito de alimentação. Dicas simples para você introduzir este hábito em sua vida.

Fortaleça o seu coração comendo corretamente

  • Coma mais frutas e vegetais frescos, grãos integrais
  • Se não puder evitar o leite escolha produtos lácteos sem gordura ou com pouca gordura. Neste site Bambu Chuveroso, você pode encontrar algumas opções para substituir o leite.
  • Comer peixe,  como salmão, atum, truta, pelo menos duas vezes por semana.
  • Consuma alimentos frescos.
  • Coma devagar, aprecie a comida, e aprenda a perceber quando você se sentir saciado.
  • Não vá ao supermercado com fome. Isso pode prejudicar as suas escolhas. Faça uma lista de compras antes de sair de casa e obedeça. Uma dica importante: a alimentação saudável começa numa compra de supermercado saudável.
  • Se você precisa emagrecer, estabeleça metas que você possa cumprir.
  • Mantenha um diário alimentar para ver quando e o quanto você come.
  • Evite bebida alcoólica.

Faça escolhas alimentares mais saudáveis

Se você costuma                                                    Experimente

Comer um bolo de sobremesa                                         Comer uma maçã

Comer frango frito                                                             Grelhado

Adicionar mais sal                                                             Tempere com ervas ou limão

Beber refrigerante                                                             Beba água

Beber leite                                                                           Leite desnatado

Importante – Converse com seu médico ou nutricionista sobre um plano de alimentação saudável adequado para você.

Marlus M. Marconcin – Coach de Saúde
All rights reserved ©





Sem desculpas —Você pode exercitar-se mesmo quando…

17 10 2011

A atividade física é algo necessário para a vida. Assim como nos alimentamos diariamente a atividade física deve estar presente em nossa vida todos os dias. Podemos criar oportunidades para fazer uma atividade física em qualquer situação, basta termos boa vontade e sermos criativos. Aqui estão as desculpas mais frequentes e algumas sugestões.

“O tempo está ruim …”

  • Vá passear num Shopping Center
  • Frequente uma academia
  • Suba as escadas de seu prédio
  • Acompanhe um vídeo de exercícios
  • Saia para Dançar

“Eu vou viajar …”

  • Coloque uma corda de pular ou um elástico para exercícios em sua mala e use-os!
  • Ande pelos corredores e suba as escadas nos hotéis
  • Hospede-se em locais que possuam academias ou piscinas
  • Visite o shopping local e caminhar por 30 minutos ou mais

“Meus filhos estão tomando todo o meu tempo …”

  • Exercite-se com as crianças, saia para uma caminhada juntos, brinque com eles, jogue com eles um videogame (Wii, Kinet)
  • Faça exercícios em casa enquanto as crianças fazem o sua lição de casa ou quando estão dormindo
  • Exercite-se quando as crianças não estão por perto (por exemplo, quando estão na escola ou quando estão dormindo)

“Estou aposentado…”

  • Considere a aposentadoria como um tempo para ficar mais ativo.
  • Trabalhe em seu jardim
  • Saia para passear com o cachorro,
  • Brinque com os netos
  • Aprenda algo novo, como dança de salão, golfe, tênis ou natação
  • Agora você tem o tempo que quiser para exercitar-se regularmente.
  • Faça uma caminhada todas as manhãs ou antes do jantar
  • Compre uma esteira ou uma bicicleta ergométrica e exercite-se enquanto assiste seu programa de TV favorito
  • Nunca é tarde para começar um estilo de vida ativo!

Importante : Converse com seu médico e busque orientações de um educador físico antes de iniciar um programa de exercícios.

Marlus M. Marconcin – Coach de Saúde
All rights reserved ©





A abordagem do Diabetes no processo de Coaching de Saúde

5 10 2011

Quando alguém está com diabetes, a vida pode ser um desafio. É importante ter cuidado com o que comer, monitorar o açúcar no sangue várias vezes por dia e certificar-se de tomar a medicação regularmente. Existe também a preocupação com complicações como a neuropatia, glaucoma e doenças gengivais. Tudo isso  pode levar a sentimentos de impotência e derrota. Uma processo de coaching de saúde pode dar a um diabético uma nova perspectiva e coloca-lo no controle eficaz da doença.

O Coaching de Saúde pode ser uma maneira muito eficaz para controlar o diabetes, pois uma vez a pessoa desenvolve o seu plano de bem-estar o Coach está disponível a trabalhar junto apoiando e motivando na direção correta.

Como um processo de Coaching Saúde atua com a Diabetes?

De acordo com um estudo clínico feito por Duke University , coaching de saúde aumenta a responsabilidade do paciente e os resultados clínicos.

Durante suas reuniões o Coach irá ajudar ao paciente a conectar-se com o que há de mais importante em sua vida. Isso o ajudará a definir metas realistas e ajudá-lo a melhorar sua condição.

Exemplos dessas mudanças são:

  • Dieta

Dieta é crucial para a gestão eficaz da diabetes. Há determinados alimentos que ajudam e outros que dificultam a gestão eficaz diabetes. O Coach de saúde pode ajudar no auto controle e como encontrar uma alimentação adequada.

  • Exercício e Controle de Peso

Controle de peso é outro componente crítico na gestão eficaz da diabetes. O Coach ajuda a criar um programa personalizado de atividade física e motivar a cumpri-lo.

  • Controle do Stress

Com a agitação da vida moderna, o estresse pode causar complicações ao diabetes. Um coach de saúde irá ajudar ao cliente a aprender a usar seus próprios recursos internos para manter os níveis de estresse baixo.

Quando alguém trabalha com um coach de saúde, ele recebe as ferramentas, orientação e apoio que precisa para gerir eficazmente o diabetes e alcançar seus objetivos de bem-estar.

Marlus M. Marconcin – Coach de Saúde
All rights reserved ©





Leite Materno – Alimento para o corpo e para a alma

21 09 2011

Como Pediatra não poderia deixar de compartilhar esta entrevista.





Programas de Prevenção em Saúde – Erros comuns

27 04 2011

É um consenso geral que uma empresa que possui um Programa de Prevenção em Saúde tomou uma boa decisão de negócios. Este programa, não só pode ajudar seus funcionários a conquistarem uma vida saudável, como também ele pode economizar verdadeiras fortunas. Acontece que muitas empresas estão encontrando dificuldades para ter um programa interno de prevenção bem sucedido. Aqui estão algumas razões que os Programas de Prevenção em Saúde estão aquém das expectativas:

1. Falta de recursos. Financiamento adequado, o acesso aos recursos internos e de pessoal são importantíssimos para ajudar ao programa ter sucesso.

  • Financiamento – Os programas de prevenção de sucesso requerem um investimento em tempo, dinheiro, bem como dos recursos internos da empresa. Empresas acreditam neste investimento tem um retorno excepcional, após apenas dois a quatro anos. Estatísticas afirmam que há um ganho de 100 dólares para cada Dolar investido em prevenção.
  • Suporte  – Os funcionários precisam de orientação para compreender às exigências e o conteúdo do programa preventivo. Os funcionários podem não ter as habilidades e conhecimentos necessários para implementar, comunicar e gerenciar o programa no seu dia-a-dia. Uma estratégia de suporte de informações realizado por um especialista em prevenção, seja ele um diretor, gerente, médico do trabalho, psicólogo ou um coach de saúde pode implementar e administrar o programa – é um item valioso e irá assegurar que todos os aspectos do programa serão geridos de forma eficaz.

2. Falta de interesse. Para que qualquer programa para ter um impacto duradouro, é importante que os funcionários estejam motivados na melhoria da sua saúde. A participação dos trabalhadores pode ser realizada através da comunicação e educação. Quando as pessoas compreendem como o programa pode beneficiá-los, e envolvê-los , como parte do programa, então eles terão maior interesse em participar. É particularmente importante para identificar e engajar os funcionários de alto risco – aqueles que fumam, os obesos ou têm outros fatores de risco identificáveis. Os funcionários de alto risco irão custar a sua empresa 3-5 vezes mais do que a média dos trabalhadores, por isso é benéfico engajá-los num estilo de vida saudável.

3. Falta de um Envolvimento Global. Os funcionários serão muito mais propensos a participar do programa de prevenção se vêem o alto escalão participando ativamente dos mesmos programas e desafios saudáveis. Isso pode ser feito por conseguir o apoio de sua equipe de alta gerência, desde o início, identificando claramente o seu papel na promoção do programa.

4. A Falta de Planejamento. Talvez a sua empresa começou o programa de uma maneira estrondosa, mas com o passar do tempo o “barulho” foi diminuindo rapidamente e os funcionários deixaram de participar. Mudar comportamentos não acontece de um dia para o outro, o reforço dos conceitos e ações, a motivação permanente é necessária, isso inclui eventos de lazer, variar metodogias e dinâmicas de trabalhos, etc… Um plano de incentivo pode desempenhar um papel significativo no  nível de participação e de sucesso que você irá conseguir.

5. Informações em Excesso. A maioria das pessoas já ouviram o suficiente que fumar é prejudicial, os vegetais são bons, e que eles devem fazer mais exercício. Ter um site ou link de newsletter com essa informação pode ser útil, mas a realidade é que muitas pessoas não vão ter tempo para ler. É importante ter opções para as pessoas falarem com especialista sobre a implementação de mudanças em suas próprias vidas. O Coaching de Saúde dará condições às pessoas de exporem seus problemas de maneira individual e personalizada à sua situação específica.

Um programa de prevenção bem-sucedido exige um financiamento adequado e de recursos, de pessoal para ajudar a planejar e gerencia-lo, o apoio de lideranças empresariais e especialistas em medicina do trabalho, bem como a avaliação periódica para ter certeza que é continuar a atender seus objetivos específicos. Essas dicas são eficazes para as empresas, considerando bem-estar corporativo .

Marlus M. Marconcin – Coach de Saúde
All rights reserved ©





Porque consultar um Coach de Saúde?

2 12 2010

Uma vida sem objetivo, hábitos alimentares inadequados, desperdício de energia, de tempo e recursos, saúde com sérios problemas, instabilidade emocional. É assim que as pessoas constroem suas vidas; de maneira semelhante, nesse empirismo, os países cuidam da lavoura, da indústria e o próprio governo. Resultado, pessoas insatisfeitas com sua saúde e com sua vida. Vivem de forma limitada e desmotivada.

Como esta realidade pode ser transformada? Como suprir às necessidades das pessoas que sonham com a qualidade de vida?

Seria uma utopia imaginar um quadro assim? Pessoas felizes, realizadas, praticando esporte, tendo atividades de lazer com prazer, trabalhando com motivação. Isso tudo como resultado de adotar estratégias simples e acessíveis de hábitos saudáveis, orientado por um profissional comprometido e atento às necessidades individuais de cada um.

Planejamento, um item altamente valorizado em qualquer situação da vida. As pessoas comumente se importam pouco com o planejamento de suas vidas, principalmente quando se trata de saúde. Buscam informações em revistas populares, notícias na TV, artigos na Internet e, o que é mais comum, opinião de pessoas leigas totalmente despreparadas e desinformadas. A grande maioria busca uma informação profissional somente quando a “casa está caindo”. Tomam assim atitudes infundadas e muitas vezes arriscadas, sempre com a desculpa da “falta de recursos”. A verdade é que manter alguns hábitos saudáveis, ter uma alimentação adequada, balanceada e eficientemente nutritiva, juntamente com uma orientação profissional personalizada tem um custo, que varia conforme a pessoa, porém quando os cálculos são feitos este custo passa a ter outro nome, “Economia”. Questionando qualquer pessoa com alguma experiência de vida teremos uma resposta unânime: sempre acontece algo inesperado e imprevisto, quando se fala de saúde, cujo custo para o reparo pode ser alto, permanente e algumas vezes até irreversível.

O planejamento da saúde é possível. O Coach de Saúde é um profissional que, além da formação médica, garante um conhecimento profundo a atualizado sobre o assunto, é treinado e capacitado a perceber a situação de saúde do cliente de uma maneira abrangente e sistêmica. Ele observa o modo de vida dos clientes, suas aspirações, suas necessidades e por fim propõe uma solução que atenda as suas exigências.

Para desenvolvimento do planejamento da saúde não há regras, mas sim uma adequação das necessidades de cada pessoa considerando os aspectos contextuais da vida de cada um.

Então, quando é contabilizado o todo, a contratação de um coach de saúde minimiza os custos de uma maneira global, a curto e longo prazo e, o que é mais importante, proporcionar aos cliente a satisfação duradoura de viver em uma vida plena na “sua” medida.

Uma sociedade justa e equilibrada é construída e não um resultado do acaso ou da sorte de atitudes “empíricas”. Quando as pessoas conseguem conquistar uma vida com qualidade real, elas também despertam em si a importância do planejamento global de suas vidas profissionais, financeira, psicológica, social, familiar, etc. Em todos esses casos existem profissionais capacitados e capazes de dar orientações adequadas a cada caso. Algo pode ser feito para uma melhoria da qualidade de vida de nosso país e nosso planeta como um todo, por que não começar melhorando a qualidade de vida de cada indivíduo particularmente?

O que fazer? Consulte um coach de saúde.