Que tal fazer algo diferente?

16 01 2012

Muitas pessoas começam e terminam o ano, sempre do mesmo jeito, com os mesmos problemas no ano que termina e os mesmos propósitos para o ano que começa. A história de sua vida se repete e acaba não saindo do lugar. O que fazer?

Neste post anterior “Passear pelas estantes” pode te dar uma nova luz.

Marlus M. Marconcin
Coach de saúde





Dicas úteis para quem está com uma doença ou uma dor crônica.

13 12 2011

Quando alguém está com uma condição crônica, seja uma doença ou algum tipo de dor, ela é invadida por uma sensação de impotência, principalmente quando os recursos da medicina se esgotaram. Acredito que uma atitude positiva é um fator determinante para a melhora e, até mesmo, a cura de qualquer enfermidade.  Aqui estão algumas dicas que poderão auxiliar a qualquer pessoa com esse tipo de problema.

1. Sua condição física não define quem você é.

O “Diabético”, “Cardiopata”, “Asmático”, muitos incorporam as doenças à sua identidade. Ninguém é uma doença. Um ser humano é muito mais do que as coisas que ele pode ou não pode fazer. Nós somos muito mais que a nossa capacidade de dar e receber amor. Somos mais que nossos interesses ou paixões. Nós  também somos mais que nossos papéis sociais ou nossa conta bancária. Milton Ericson disse o seguinte: Não importa o que você pensa que é, você sempre é muito, mas muito mais do que isso.

2. Qualquer condição crônica pode melhorar e piorar.

Quando estamos vivendo um dia bom, dificilmente conseguimos imaginar como que era estar tão doente. Infelizmente, esta regra tende a funcionar em sentido inverso, também, quando estamos num dia ruim, não conseguimos imaginar como seria estar bem. Faça um favor para você mesmo. Quando estiver num bom dia, escreva uma carta para você mesmo no futuro, aquele que estará vivendo um dia ruim. Descreva com riqueza de detalhes o que é viver um bom dia e como você se sente bem.  Relembre você mesmo que dias bons, ou pelo menos dias não tão ruins, existem e podem acontecer novamente. Imprima esta carta e coloque em algum lugar onde você pode facilmente encontrá-la, não importa quão doente ou estressado você pode sentir.

3. Acredite que não há nada no mundo que é universalmente bom ou ruim.

Mesmo a melhor coisa no mundo pode ter um ou dois aspectos negativos. E até mesmo a mais terrível tragédia que se possa imaginar pode conter algo muito bom dentro dela. Quantas coisas boas saíram de seus desafios? Eu garanto que você vai encontrar mais de uma coisa boa de uma situação ruim.

4. Ouça e honre a sabedoria do seu corpo.

Nosso corpo sabe do que você somos capazes de fazer. Nosso cérebro é inteligente o suficiente para nos proteger principalmente de nós mesmos. De vez em quando, pare por alguns instantes, fique quieto e ouça atentamente o que seu corpo e sua mente tem a lhe dizer. Confie em sua intuição.

5. Mudar seu foco.

Se as coisas parecem assustadores e ou esmagadora, mude o seu foco, pense diferente, faça algo diferente. Num dia ruim, é fácil colocar a nossa mente numa espiral de cenários hipotéticos e previsões catastróficas. Você pode se concentrar no que está dando certo em cada momento, perceba a suavidade das folhas, o calor do sol através da janela, o bem estar que vem de respirar calmamente e tomar fôlego-lo. Congele-se neste momento no tempo.

Estas são algumas estratégias de comportamento muito simples e eficientes. Experimente e veja se dá certo.





Uma Boa Notícia: você pode voltar a ser saudável se parar de fumar

23 11 2011

A lista de coisas ruins que podem acontecer com você quando você fuma é longa e familiar. Mas o que você talvez não saiba é que muitos desses problemas começam a desaparecer minutos após você parar de fumar!  E depois de um tempo, os riscos para problemas maiores irão diminuir a uma ponto muito próximo a um não fumante.

Alguns dados importante:
■ As pessoas que param de fumar antes dos 50 anos têm metade do risco de morrer nos próximos 15 anos comparado com  aqueles que continuam fumando?
■ Parar de fumar diminui o risco de câncer de pulmão e outros cânceres; ataque cardíaco; acidente vascular cerebral; e doenças pulmonares crônicas, como DPOC, o enfisema e bronquite crônica.
■ As mulheres que param de fumar antes de engravidar, ou durante os primeiros 3 a 4 meses
de gravidez, reduzem o risco de ter um bebê com baixo peso.

Se você parar de fumar agora:

  • Após 20 minutos o sua frequência cardíaca diminui
  • Após 24 horas os níveis de monóxido de carbono no sangue voltam ao normal
  • Após 2-12 semanas a sua chance de ataque cardíaco diminui
  • Após 1 ano o excesso de risco de doenças cardíacas cai para a metade de um fumante
  • Depois de 5-15 anos o risco de acidente vascular cerebral é a de um não-fumante
  • Após 10 anos o risco de câncer é menor

Alguns fatos realmente assustadores:
■ O uso do tabaco é responsável por quase 1 em cada 5 mortes em os EUA.
■ Fumar cigarros mata mais americanos do que o álcool, acidentes de carro, o suicídio, AIDS,
drogas e assassinato. O tabagismo é responsável por:

– Pelo menos um terço das mortes por câncer
– Quase 9 em cada 10 mortes por câncer de pulmão
■ Fumar é uma das principais causas de doenças cardíacas, aneurismas, DPOC, bronquite, enfisema,
e acidente vascular cerebral.
■ Os homens que fumam podem ser mais propensos a terdisfunção erétil (DE).
■ Produtos derivados do tabaco, como o tabaco de mascar e rapé:
– Aumento do risco de câncer de boca e câncer do pâncreas
– Está associado a doenças da gengiva e cárie dentária
– Causa uma diminuição do número de espermatozóides e espermatozóides anormais
– Aumento do risco de parto prematuro e baixo peso ao nascer

Pense sobre isso na próxima vez que você quiser fumar um cigarro:

Pare!

Não é tarde demais para ajudar o seu corpo a recuperar os danos causados ​​pelo fumo!

 

Marlus M. Marconcin – Coach de Saúde

All rights reserved ©





Uma lição de vida diante da morte

9 10 2011

Nem sempre as grandes mudanças foram frutos do aprendizado vindo de inúmeros títulos acadêmicos. O sucesso na vida é fruto colhido com o aprendizado obtido após inúmeros fracassos, fracassos que fazem a gente “Pensar Diferente”.

Essa é a lição de vida que Steve Jobs compartilhou num discurso de colação de Grau em Stanford, 2005

“A única coisa que te faz seguir adiante é amar o que você faz. Você tem que encontrar aquilo que você ama. O único jeito de ficar verdadeiramente satisfeito é fazer o que você acredita ser um excelente trabalho e um excelente trabalho só nasce do amor pelo que você faz.

Seu tempo é limitado então não desperdice-o vivendo a vida dos outros.

Não deixe o barulho de vozes alheias silenciarem a sua voz interior. E o mais importante: tenha coragem de seguir seu coração e intuição, de alguma maneira, eles já sabem o que você quer se tornar. Todo o resto é secundário.” Steve Jobs






Um pouco da minha história – “Conversa com SuKardosh”

29 08 2011

Nesta entrevista você pode conhecer um pouco da minha história como Coach de Saúde e como isso modificou positivamente a minha vida.

É uma prévia da Palestra – “A Saúde na Visão de um Coach” – que será realizada em setembro de 2011.

 

 

 





Água pura – Você bebe o suficiente?

16 08 2011

Você tem o hábito de beber água frequentemente?

Quantos dias cada semana você bebe pelo menos oito 8 copos de água?

No atropelo do dia-a-dia, beber água não se encontra no topo de nossa lista de tarefas diárias. Acontece que beber água é um hábito simples, barato e essencial para a manutenção de nossa saúde.

A água é o líquido mais puro, natural que você pode colocar em seu corpo. É livre de gordura, sem açúcar e livre de calorias também.

A água representa 60% do seu peso corporal e cada sistema em seu corpo depende dela.

Ingerir água de maneira adequada permite que cada célula do seu corpo funcione adequadamente.

Beber água não está nem entre as 5 principais prioridades diárias da vida da maioria das pessoas, mas talvez devesse estar!

Aqui estão algumas dicas simples para aumentar a ingestão de água:

1.       Comece devagar. Se você só beber dois copos de água por dia, não é realista dizer que você vai rapidamente começar a beber oito copos de água diariamente. Pense nessa recomendação como uma meta para alcançar, como você faria com qualquer objetivo em sua vida, dê pequenos passos para chegar até lá. Comece bebendo um ou dois copos a mais do que você costuma beber diariamente e persevere até você se acostumar a beber mais água. Isso também irá deixar o seu corpo ajustar-se uma boa hidratação e evitar a necessidade de usar o banheiro com freqüência ao longo do dia.

2.       Tenha sempre uma fonte de água por perto. A melhor lembrança para beber água será, provavelmente, a própria água. Se você tiver sempre uma alternativa de ter à mão uma água fresca para beber, você provavelmente ficará mais motivado e beber. Pense naqueles lugares que você costuma estar em sua rotina diária, seu trabalho, local de estudo, lazer, etc. Mantenha um copo de água na sua mesa de cabeceira para beber logo de manhã quando você acorda. Tenha no seu carro uma pequena garrafa de água, é por isso  que existe em todos os automóveis um suporte para copos. Encontrar um copo ou um cálice que te dê prazer em enchê-lo com água para mantê-lo em seu local de trabalho. Em cada refeição, tente beber um copo de água antes de começar a beber um refrigerante ou suco. Com o tempo você irá perceber que a gostar mais da água.

 3.       Preste atenção aos sinais de desidratação. Saiba quais os sintomas que podem indicar que você está desidratado para evitar problemas de saúde e permanecer motivado a continuar continuar seu programa de ingestão de água! O melhor indicador de desidratação é a cor da urina – se ela for clara, significa que você está bem hidratado. Amarelo escuro ou âmbar indica desidratação. Outros sinais de desidratação são: boca seca, sonolência, sede, dor de cabeça ou tontura.

É importante sempre manter-se hidratado, mas se torna especialmente importante no verão quando a água é freqüentemente perdida através do suor em temperaturas altas. Atente também para ingerir mais quando estiver praticando seu esporte preferido ou quando estiver na academia.

Como você se mantém hidratado? O que você pode fazer para melhorar a ingestão de água?

Marlus M. Marconcin – Coach de Saúde
All rights reserved ©





A Armadilha do “Apego”

27 07 2011

O que nos impede de crescer, de mudar, melhorar nossa vida, nossos relacionamentos?

O “apego” é uma das coisas mais danosas e prejudiciais ao nosso crescimento. Muitas vezes nos sentimos incapazes de transformar nossas vidas não porque não temos a capacidade da transformação mas pelo simples fato de ficamos literalmente presos a certas coisas e nos recusarmos a soltá-las.

Na região nordeste e norte do Brasil existe uma árvore que se chama Sapucaia. Ela produz um fruto em forma de cumbuca. Quando este amadurece e se abre do seu interior são liberadas pequenas castanhas. O macacos destas regiões são fascinados por castanhas.

O problema é que o orifício é grande o suficiente para que eles introduzam a mão aberta mas quando pegam a castanha e a mão se fecha ela fica presa. Eles só conseguem tirar a mão quando largam e abandonam o fruto. Alguns macacos chegam a ficar dias presos à cumbuca sem saber como se libertar. Com este comportamento eles se tornam presas fáceis para predadores e caçadores. Os macacos velhos e experientes, sabem onde põe a mão porque já passaram pela sofrida experiência. Daí o vem ditado: “Macaco velho não mete a mão em cumbuca”.

Nós apresentamos o mesmo comportamento com relação a muitas coisas em nossas vidas. Ficamos presos a “cumbucas” porque nos apegamos a coisas, a comportamentos, a crenças, etc. Quando a vida nos diz para soltarmos estas coisas para haver uma transformação, nós negamos e continuamos agarrados, não agimos e continuamos presos.

Não é uma questão de não podermos mudar, mas sim uma questão de resistirmos à mudança sem nos darmos conta disso. Algumas vezes estamos com a mão presa na cumbuca mas nem sabemos o que estamos segurando.

Quais são as mudanças e novas possibilidades que iriam surgir na sua vida se simplesmente você abrisse a mão e se desapegasse às coisas que te prendem à cumbuca que você está preso hoje?

Marlus M. Marconcin – Coach de Saúde
All rights reserved ©