Por que é tão difícil parar de fumar?

29 11 2011

Muitos ex-fumantes dizem que parar de fumar foi a coisa mais difícil que já fizeram. Quando um fumante diz que se sente dependente do cigarro,  então provavelmente ele está dependente da nicotina. A nicotina está presente todos os produtos do tabaco. Faz a pessoa se sentir calma e satisfeita. Ao mesmo tempo, ela se sente mais alerta e focada. Quanto mais ela fuma, mais nicotina que precisa para sentir-se bem. Logo, ela não se sente “normal” sem a nicotina. Pode demorar algum tempo para se libertar da dependência da nicotina. Portanto, é importante não desistir cedo demais e ter a certeza de que ela vai poder se sentir bem novamente.

Deixar de fumar é também difícil porque o tabagismo está presente em boa parte da vida do fumante. Ele gosta de segurar cigarros e soprar brincando com a fumaça. A pessoa pode fumar quando está estressada, entediada ou irritada. Depois de meses e anos de tabagismo, o fumo torna-se parte da rotina diária da pessoa. O fumante acende o cigarro por puro hábito, sem sequer pensar nisso.

Fumar combina com alguns hábitos muito comuns. O fumante pode acender o cigarro automaticamente quando:

  • Toma café, vinho, ou cerveja
  • Está falando no telefone
  • Quando está dirigindo
  • Estar com outros fumantes

O fumante pode até se sentir desconfortável, não fumando em locais ou em situações onde normalmente ele tem um cigarro. Estes momentos são chamados de “gatilhos”. Isso ocorre porque eles estimulam, ou desencadeiam, o desejo pelo cigarro. Mudar esses hábitos é a parte mais difícil de parar de fumar para alguns fumantes.

Abandonar não é fácil. É muito importante um apoio médico e psicológico. Muitas vezes a pessoa tenta várias vezes até conseguir. Mas ela aprende algo em cada tentativa. É importante ter muita força de vontade e persistência para vencer a dependência à nicotina. Vale a pena lembrar que milhões de pessoas deixaram de fumar para sempre. Então é possível para qualquer um!

 

Marlus M. Marconcin – Coach de Saúde

All rights reserved ©

Anúncios




Uma Boa Notícia: você pode voltar a ser saudável se parar de fumar

23 11 2011

A lista de coisas ruins que podem acontecer com você quando você fuma é longa e familiar. Mas o que você talvez não saiba é que muitos desses problemas começam a desaparecer minutos após você parar de fumar!  E depois de um tempo, os riscos para problemas maiores irão diminuir a uma ponto muito próximo a um não fumante.

Alguns dados importante:
■ As pessoas que param de fumar antes dos 50 anos têm metade do risco de morrer nos próximos 15 anos comparado com  aqueles que continuam fumando?
■ Parar de fumar diminui o risco de câncer de pulmão e outros cânceres; ataque cardíaco; acidente vascular cerebral; e doenças pulmonares crônicas, como DPOC, o enfisema e bronquite crônica.
■ As mulheres que param de fumar antes de engravidar, ou durante os primeiros 3 a 4 meses
de gravidez, reduzem o risco de ter um bebê com baixo peso.

Se você parar de fumar agora:

  • Após 20 minutos o sua frequência cardíaca diminui
  • Após 24 horas os níveis de monóxido de carbono no sangue voltam ao normal
  • Após 2-12 semanas a sua chance de ataque cardíaco diminui
  • Após 1 ano o excesso de risco de doenças cardíacas cai para a metade de um fumante
  • Depois de 5-15 anos o risco de acidente vascular cerebral é a de um não-fumante
  • Após 10 anos o risco de câncer é menor

Alguns fatos realmente assustadores:
■ O uso do tabaco é responsável por quase 1 em cada 5 mortes em os EUA.
■ Fumar cigarros mata mais americanos do que o álcool, acidentes de carro, o suicídio, AIDS,
drogas e assassinato. O tabagismo é responsável por:

– Pelo menos um terço das mortes por câncer
– Quase 9 em cada 10 mortes por câncer de pulmão
■ Fumar é uma das principais causas de doenças cardíacas, aneurismas, DPOC, bronquite, enfisema,
e acidente vascular cerebral.
■ Os homens que fumam podem ser mais propensos a terdisfunção erétil (DE).
■ Produtos derivados do tabaco, como o tabaco de mascar e rapé:
– Aumento do risco de câncer de boca e câncer do pâncreas
– Está associado a doenças da gengiva e cárie dentária
– Causa uma diminuição do número de espermatozóides e espermatozóides anormais
– Aumento do risco de parto prematuro e baixo peso ao nascer

Pense sobre isso na próxima vez que você quiser fumar um cigarro:

Pare!

Não é tarde demais para ajudar o seu corpo a recuperar os danos causados ​​pelo fumo!

 

Marlus M. Marconcin – Coach de Saúde

All rights reserved ©





Leite Materno – Alimento para o corpo e para a alma

21 09 2011

Como Pediatra não poderia deixar de compartilhar esta entrevista.





A Saúde na Visão de um Coach – Conversa na Íntegra

6 09 2011

 

Graças a tecnologia o conhecimento médico atual chegou a um patamar elevadíssimo. Os métodos diagnósticos e terapêuticos possibilitam o controle de diversas doenças. Por que então a qualidade de vida e de saúde das pessoas não está melhorando? Por que a população está cada vez mais obesa, sedentária? Como que, com todo o conhecimento atual, o alcoolismo, uso de drogas e cigarro continuam crescendo de maneira absurda?

O custo alto da assistência médica e a qualidade inferior dos serviços públicos levam às pessoas a buscarem outras opções terapêuticas pouco confiáveis.

A despersonalização do atendimento médico resulta na falta de motivação em aderir aos tratamentos propostos.

Existe solução para esses problemas?

Venha participar desta Conversa na Íntegra e descobrir que você pode fazer muito mais por você mesmo.

Se você não consegue encontrar as respostas certas para seus problemas de saúde experimente mudar as perguntas.

Palestra – A Saúde na Visão de um Coach

Com Marlus M. Marconcin, Médico, Pediatra, formado pela Universidade Federal do Paraná, Master Pratictioner em Programação Neurolinguística e Terapia da Linha do Tempo, Coach de Saúde, Coach de Vida e Palestrante Motivacional.

Local:

Clínica Íntegra

Isaías Bevilaqua, 878, Mercês
Curitiba, Brasil

Dias 19 e 20 de setembro, 20 hs

Informações e incrições com Isis – 041- 33366406

As vagas são limitadas.

 

 





Um pouco da minha história – “Conversa com SuKardosh”

29 08 2011

Nesta entrevista você pode conhecer um pouco da minha história como Coach de Saúde e como isso modificou positivamente a minha vida.

É uma prévia da Palestra – “A Saúde na Visão de um Coach” – que será realizada em setembro de 2011.

 

 

 





Programas de Prevenção em Saúde – Erros comuns

27 04 2011

É um consenso geral que uma empresa que possui um Programa de Prevenção em Saúde tomou uma boa decisão de negócios. Este programa, não só pode ajudar seus funcionários a conquistarem uma vida saudável, como também ele pode economizar verdadeiras fortunas. Acontece que muitas empresas estão encontrando dificuldades para ter um programa interno de prevenção bem sucedido. Aqui estão algumas razões que os Programas de Prevenção em Saúde estão aquém das expectativas:

1. Falta de recursos. Financiamento adequado, o acesso aos recursos internos e de pessoal são importantíssimos para ajudar ao programa ter sucesso.

  • Financiamento – Os programas de prevenção de sucesso requerem um investimento em tempo, dinheiro, bem como dos recursos internos da empresa. Empresas acreditam neste investimento tem um retorno excepcional, após apenas dois a quatro anos. Estatísticas afirmam que há um ganho de 100 dólares para cada Dolar investido em prevenção.
  • Suporte  – Os funcionários precisam de orientação para compreender às exigências e o conteúdo do programa preventivo. Os funcionários podem não ter as habilidades e conhecimentos necessários para implementar, comunicar e gerenciar o programa no seu dia-a-dia. Uma estratégia de suporte de informações realizado por um especialista em prevenção, seja ele um diretor, gerente, médico do trabalho, psicólogo ou um coach de saúde pode implementar e administrar o programa – é um item valioso e irá assegurar que todos os aspectos do programa serão geridos de forma eficaz.

2. Falta de interesse. Para que qualquer programa para ter um impacto duradouro, é importante que os funcionários estejam motivados na melhoria da sua saúde. A participação dos trabalhadores pode ser realizada através da comunicação e educação. Quando as pessoas compreendem como o programa pode beneficiá-los, e envolvê-los , como parte do programa, então eles terão maior interesse em participar. É particularmente importante para identificar e engajar os funcionários de alto risco – aqueles que fumam, os obesos ou têm outros fatores de risco identificáveis. Os funcionários de alto risco irão custar a sua empresa 3-5 vezes mais do que a média dos trabalhadores, por isso é benéfico engajá-los num estilo de vida saudável.

3. Falta de um Envolvimento Global. Os funcionários serão muito mais propensos a participar do programa de prevenção se vêem o alto escalão participando ativamente dos mesmos programas e desafios saudáveis. Isso pode ser feito por conseguir o apoio de sua equipe de alta gerência, desde o início, identificando claramente o seu papel na promoção do programa.

4. A Falta de Planejamento. Talvez a sua empresa começou o programa de uma maneira estrondosa, mas com o passar do tempo o “barulho” foi diminuindo rapidamente e os funcionários deixaram de participar. Mudar comportamentos não acontece de um dia para o outro, o reforço dos conceitos e ações, a motivação permanente é necessária, isso inclui eventos de lazer, variar metodogias e dinâmicas de trabalhos, etc… Um plano de incentivo pode desempenhar um papel significativo no  nível de participação e de sucesso que você irá conseguir.

5. Informações em Excesso. A maioria das pessoas já ouviram o suficiente que fumar é prejudicial, os vegetais são bons, e que eles devem fazer mais exercício. Ter um site ou link de newsletter com essa informação pode ser útil, mas a realidade é que muitas pessoas não vão ter tempo para ler. É importante ter opções para as pessoas falarem com especialista sobre a implementação de mudanças em suas próprias vidas. O Coaching de Saúde dará condições às pessoas de exporem seus problemas de maneira individual e personalizada à sua situação específica.

Um programa de prevenção bem-sucedido exige um financiamento adequado e de recursos, de pessoal para ajudar a planejar e gerencia-lo, o apoio de lideranças empresariais e especialistas em medicina do trabalho, bem como a avaliação periódica para ter certeza que é continuar a atender seus objetivos específicos. Essas dicas são eficazes para as empresas, considerando bem-estar corporativo .

Marlus M. Marconcin – Coach de Saúde
All rights reserved ©





Simplicidade

26 05 2009

Não podia deixar de colocar isso aqui. É o resumo da medicina preventiva, poderia até encerrar aqui blog, este “especialista” quase esgota o assunto.

Simplicidade

Cada semana, uma novidade.
A última, foi que pizza previne câncer do esôfago.
Acho a maior graça.

Tomate previne isso, cebola previne aquilo,chocolate faz bem, chocolate faz mal, um cálice diário de vinho não tem problema, qualquer gole de álcool é nocivo, tome água em abundância, mas, peraí, não exagere…
Diante desta profusão de descobertas, acho mais seguro não mudar de hábitos.

Sei direitinho o que faz bem e o que faz mal prá minha saúde.
Prazer faz muito bem. Dormir me deixa 0 km.
Ler um bom livro, faz-me sentir novo em folha.

Viajar me deixa tenso antes de embarcar, mas, depois,
rejuvenesço uns cinco anos !
Viagens aéreas não me incham as pernas;
incham-me o cérebro, volto cheio de idéias !

Brigar, me provoca arritmia cardíaca.
Ver pessoas tendo acessos de estupidez,me embrulha o estômago !
Testemunhar gente jogando lata de cerveja pela janela do carro,
me faz perder toda a fé no ser humano…
E telejornais…
Os médicos deveriam proibir…como doem !

Caminhar faz bem, namorar faz bem, dançar faz bem, ficar em silêncio quando uma discussão está pegando fogo faz muito bem:
você exercita o autocontrole e ainda acorda no outro dia sem se sentir arrependido de nada.

Acordar de manhã, arrependido do que disse ou do que fez ontem à noite, isso sim, é prejudicial à saúde.
E passar o resto do dia sem coragem para pedir desculpas, pior ainda.

Não pedir perdão pelas nossas mancadas,dá câncer, guardar mágoas, ser pessimista, preconceituoso ou falso moralista, não há tomate ou muzzarela que previna !

Ir ao cinema, conseguir um lugar central nas fileiras do fundo,
não ter ninguém atrapalhando sua visão,
nenhum celular tocando e o filme ser espetacular, uau !
Cinema é melhor prá saúde do que pipoca.

Conversa é melhor do que piada.

Exercício é melhor do que cirurgia.

Humor é melhor do que rancor.

Amigos são melhores do que gente influente.

Economia é melhor do que dívida.

Pergunta é melhor do que dúvida.

Sonhar é o melhor de tudo e muito melhor do que nada !

Luís Fernando Veríssimo

Marlus M. Marconcin, Coaching de Saúde

All rights reserved